Lendas Urbanas Brasileiras – “A Missa dos Mortos”

Publicado: 18 de fevereiro de 2010 em Lendas Urbanas
Tags:

“Esta é uma das lendas mais tradicionais do Brasil. Existe um registro muito popular de fatos dessa natureza que aconteceram na Cidade de Ouro Preto, em Minas Gerais, no começo do século XX, por volta de 1900, numa pequena Igreja, que ficava ao lado de um cemitério, a Igreja de Nossa Senhora das Mercês, de Cima. Quem presenciou uma dessas missas, foi o zelador e sacristão da Igreja. Ele chamava-se João Leite e era muito popular e querido em toda aquela região. Conta-se que numa noite, já deitado, ele viu luzes na Igreja e pensando que fossem ladrões foi investigar. Para sua surpresa, viu que o templo estava cheio de fiéis, lustres acesos e o padre se preparando para celebrar uma missa. Estranhou todo mundo de roupas escuras e cabeça baixa. Ainda mais uma missa àquela hora sem que nada soubesse. Quando o padre se voltou para dizer o “Dominus Vobiscum”, ele viu que seu rosto era uma caveira. Viu que também os coroinhas eram esqueletos vestidos. Saiu apressado dali e viu a porta escancarada. Que dava para o cemitério Do seu quarto, ficou ouvindo aquela missa do outro mundo até o fim.”

A lenda da Missa dos Mortos não existe apenas no Brasil. Em toda a Ibero-América, assim como na Península Ibérica (Portugal e Espanha), existem variações da tenebrosa Missa dos Mortos, conhecida nos países de língua espanhola como Misa de Difuntos.

A primeira teria ocorrido na cidade de Ouro Preto, Minas Gerais. Esta Missa dos Mortos foi testemunhada na Igreja de Nossa Senhora das Mercês e Misericórdia, conhecida também como Igreja Mercês de Cima, construída entre 1771 e 1793.

Já a segunda teria sido testemunhada na Catedral da cidade do México, no México. Esta catedral começou a ser construída em princípios do século XVI, no mesmo local onde antes existia um templo asteca e aproveitando o material de construção deste templo. Foi concluída no ano de 1813. A Missa dos Mortos teria acontecido junto ao Altar del Perdón, construído em 1735, talhado e folheado a ouro. Em 1967 este altar sofreu um incêndio que o deixou bem danificado. Teve que ser cuidadosamente restaurado.

Lendas urbanas, mitos urbanos ou lendas contemporâneas são pequenas histórias de caráter fabuloso ou sensacionalista, amplamente divulgadas de forma oral, por e-mails ou pela imprensa e que constituem um tipo de folclore moderno. São frequentemente narradas como sendo fatos acontecidos a um “amigo de um amigo” ou de conhecimento público.

By: http://www.mrmalas.com

Ver Também: Mensagens Diabólicas nas Músicas da Xuxa / O Boneco Fofão / A Loira do Banheiro / O Velho do Saco

About these ads
Comentários
  1. paula disse:

    eu gosto de lendas urbanas.

  2. paula disse:

    lendas urbanas aingrasadinha do polo norte
    nua familia muito destante aingrasadinha do polo norte
    no gostava muito de sua familia de pois de uma descoçao com os pais ela sai de casa dizendo que niguè vai morra na minha casa ela estava na estrada quando ela foi atreopelada pelo caminhao ela no se com formou com asua morte ela com messou a asonbra sues pais quem morase la na quela casa sai asoubradouuuuuu.

  3. cintia disse:

    sao muitos terriveis apesar deu nao acreditar, mais nao so eu, como todos os jovens morrem de medo da [ comade fulozinha, da loira do banheiro, do homem do saco e etc!!!

  4. eu ,moro em sao joao del rei e gosto muito de la e uma cidade cheia de cultura e eesa lenda e muito legal gostei muito dessa lemda beijooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooos
    de ;andrezacarolina
    para; eesas pessoas especias
    thauzinho
    andreza carolina saojoanensse

  5. joel disse:

    sao muito assistado

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s